24 de janeiro de 2010

Transtornos Alimenteres : O que é Anorexia Nervosa ?


Esta é a primeira parte de uma série de posts falando sobre o assunto...

A ingestão de alimentos é controlada por muitos fatores incluindo o apetite, a disponibilidade de alimentos, práticas familiares e dos amigos, tentativas de controle voluntário, além de aspectos culturais. Fazer dieta até um peso corporal mais baixo que o necessário para a saúde tem sido um comportamento incentivado pelas tendências da moda atual, pelas campanhas de venda de alimentos especiais e também por estar relacionado a algumas atividades e profissões.

Os transtornos da alimentação envolvem distúrbios graves no comportamento alimentar do tipo redução extrema e pouco saudável na ingestão de alimentos, ou o contrário, uma ingestão excessiva, associada a sentimentos de angustia ou preocupação extrema com a forma do corpo ou com o peso corporal.

Pesquisadores estão pesquisando como e porque comportamentos inicialmente voluntários, como ingerir alimentos em uma quantidade maior ou menor do que a habitual em algum momento possa se descontrolar em alguns indivíduos e evoluir para um verdadeiro transtorno alimentar.

Estes transtornos não se devem a um fracasso da vontade ou do comportamento; eles são na verdade doenças médica reais e passíveis de tratamento.

Os tipos principais de transtornos da alimentação são: anorexia nervosa e bulimia nervosa.

Anorexia Nervosa

Estima-se que 0,5 a 3,7% das mulheres apresentam anorexia nervosa durante a vida.
Os sintomas incluem:
- Resistência em manter o peso corporal no que se considera minimamente normal para a idade e altura;
- Medo intenso de ganhar peso ou ficar gorda, ainda que esteja abaixo do peso;
- Alterações da maneira de como vê o próprio corpo ou negação da gravidade do baixo peso atual;
- Menstruações pouco frequentes ou ausentes (em mulheres que já chegaram à puberdade)

As mulheres com este transtorno se veem como se estivessem com excesso de peso, ainda que estejam perigosamente magras. O processo de rejeitar o alimento se torna uma obsessão.

Formam-se hábitos fora do comum, como rejeitar alimentos e refeições, escolher alguns alimentos e ingeri-los em quantidades pequenas ou pesar e dividir cuidadosamente os alimentos.

As pessoas com anorexia nervosa podem verificar repetidamente o peso corporal e muitas recorrem a outras técnicas para controlar seu peso, com exercícios intensos e compulsivos ou com purgação por meio de vômitos ou abuso de laxantes, enemas ou diuréticos.

As mulheres portadoras de anorexia apresentam, com frequencia, atraso no aparecimento do seu primeiro ciclo menstrual.

A evolução e o resultado final da anorexia nervosa variam entre os indivíduos; alguns se recuperam completamente após o primeiro episódio, alguns apresentam um padrão flutuante no ganho de peso e recidiva, outros apresentam uma evolução da doença deteriorante e crônica por muitos anos...

As causas de morte mais comuns são complicações do transtorno: parada cardíaca e distúrbio eletrolítico, também pode haver suicídio.

A mortalidade entre as pessoas com anorexia foi estimada como sendo de 0,56% ao ano, envolvendo predominantemente mulheres entre 15 e 24 anos de idade.


Fonte: NIMH Publication No 01-4901

O que você achou? Deixe um comentário!



Um comentário: